A memória dos bravos soldados da Força Expedicionária Brasileira (FEB) ganhou um novo espaço de honra em Campo Largo, Paraná. Em 12 de junho, uma solenidade cívico-militar reuniu autoridades e cidadãos para inaugurar a Praça Memorial da FEB, destacando a história e os feitos heroicos dos combatentes brasileiros na 2ª Guerra Mundial.

Cerimônia de Inauguração

blank

A cerimônia de inauguração da Praça Memorial da Força Expedicionária Brasileira foi um evento marcado pelo respeito e pela reverência aos heróis nacionais. Realizada pela Prefeitura Municipal e pelo Tiro de Guerra 05-020, a solenidade contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o General de Divisão José Ricardo Vendramin Nunes, Comandante da 5ª Divisão de Exército, e o General de Brigada Ivan Alexandre Corrêa Silva, Comandante da 5ª Região Militar. Também estiveram presentes o Prefeito de Campo Largo, Mauricio Rivabem, e outros representantes civis e militares.

No centro da praça, um tanque M-60, doado pelo 5º Regimento de Carros de Combate (5º RCC), foi estrategicamente posicionado ao lado de uma estrutura de concreto com uma placa metálica. Esta placa contém informações detalhadas sobre os pracinhas de Campo Largo que participaram da 2ª Guerra Mundial, oferecendo um tributo duradouro a esses bravos soldados.

Detalhes da Homenagem e Depoimentos

Durante a cerimônia, discursos emocionantes ressaltaram a importância de lembrar e honrar os sacrifícios feitos pelos membros da FEB. O General José Ricardo Vendramin Nunes destacou o valor da coragem e da determinação dos pracinhas, enquanto o Prefeito Mauricio Rivabem enfatizou a relevância histórica da FEB para a cidade de Campo Largo e para todo o Brasil.

O General de Brigada Ivan Alexandre Corrêa Silva, em seu discurso, lembrou que as ações da FEB durante a 2ª Guerra Mundial não apenas ajudaram a garantir a vitória dos Aliados, mas também fortaleceram a identidade e o orgulho nacional. A presença do Subtenente Genesio Ballatka, Chefe da Instrução do TG 05-020, reforçou a continuidade do legado militar, passando os valores de coragem e abnegação às novas gerações de soldados.

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui