Entre os dias 11 e 17/06, o Sistema de Cooperação entre as Forças Aéreas Americanas (SICOFAA) realiza a LXIII PREPLAN, um encontro cujo propósito é discutir ações e acordos, bem como analisar e avaliar os últimos exercícios da Organização. A cerimônia de abertura foi presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar João Tadeu Fiorentini, e ocorre no Centro Militar de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica (CEMCOHA), em Salvador (BA).

Avaliação e Planejamento

Conferencia

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Um dos focos do evento é a avaliação do exercício COOPERACIÓN IX, treinamento que ocorreu em maio, em Lima, no Peru, com o propósito de treinar a integração das operações aéreas e o comando e controle multinacionais diante dos desastres naturais. Além disso, a reunião busca definir recomendações e agenda para a Conferência de Chefes das Forças Aéreas Americanas (CONJEFAMER), que ocorrerá em julho, em Medellín, na Colômbia.

Contribuição da Força Aérea Brasileira

Brigadeiro Fiorentinni

O Tenente-Brigadeiro do Ar Fiorentini expressou a satisfação que é para a Força Aérea Brasileira (FAB) sediar e coordenar, junto ao SICOFAA, a realização da LXIII PREPLAN. Segundo o Chefe do Estado-Maior, o próximo exercício real terá sede no Brasil, na cidade de Campo Grande (MS), em 2026, o que ressalta a importância da contribuição brasileira para o fortalecimento das capacidades dos países participantes em missões de ajuda humanitária.

O SICOFAA e a Cooperação entre Forças Aéreas

Composto por 22 Forças Aéreas do continente americano, o SICOFAA já completou 62 anos. Sua principal missão é promover troca de experiências, conhecimentos e treinamentos que permitam o fortalecimento das capacidades das Forças, a fim de dar suporte às necessidades de seus membros, além de construir laços de cooperação mútua e de interoperabilidade que garantam a eficácia em responder emergências.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).