Campinas (SP) – No período de 15 a 19 de agosto, foi realizado nos municípios de Campinas, Jaguariúna, Amparo e Pedreira, no estado de São Paulo, a Operação Aço, exercício no terreno com o objetivo de certificar a subunidade que integra a Força de Prontidão da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada (15ª Bda Inf Mec), de Cascavel (PR).

A subunidade é composta por uma companhia do 28º Batalhão de Infantaria Mecanizado, mais um pelotão do 4º Batalhão de Infantaria Mecanizado, ambos da 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada, de Campinas. Durante o período de adestramento, o Comandante da Subunidade, os oficiais e os sargentos participaram da simulação virtual, realizada no Centro de Adestramento Sul (CA-Sul), e dos exercícios realizados pelo comando enquadrante, o 34º Batalhão de Infantaria Mecanizado (34º BI Mec), nas cidades de Cascavel e Foz do Iguaçu (PR).

A certificação teve a participação dos integrantes do Comando da Força-Tarefa do 34º BI Mec, do Comando da 15ª Bda Inf Mec e do CA-Sul, responsáveis por verificar as técnicas, táticas e procedimentos empregados pela tropa em diversas missões.

A Operação Aço envolveu problemas militares simulados, tais como ações ofensivas e defensivas, apronto operacional, emissão da ordem de operações, marcha para o combate mecanizada, ataque coordenado e reorganização em uma posição defensiva.

O objetivo da Força de Prontidão é preparar as tropas para o Ciclo de Prontidão, tornando-as aptas a operarem em missões reais de combate convencional, operações de garantia da lei e da ordem e operações interagências, em todo o território nacional.

 

Fonte: 28º Batalhão de Infantaria Mecanizado

 

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui