Em meio às intensas chuvas que atingem o Rio Grande do Sul, a Força Aérea Brasileira (FAB) mostrou mais uma vez sua prontidão ao realizar a evacuação aeromédica de uma gestante ilhada em Agudo. No dia 19 de junho, um helicóptero H-60L Black Hawk do Esquadrão Pantera partiu da Base Aérea de Canoas para resgatar a paciente em situação crítica, demonstrando o compromisso contínuo da FAB com a segurança e o bem-estar da população.

Missão de Resgate

blank

A situação em Agudo/RS era crítica. As chuvas intensas haviam isolado várias áreas, incluindo a residência de uma gestante que apresentava sangramento e sinais de desidratação. A necessidade de uma evacuação médica urgente foi prontamente atendida pela Força Aérea Brasileira (FAB). No dia 19 de junho, a aeronave H-60L Black Hawk do Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5º/8º GAV) – Esquadrão Pantera, decolou da Base Aérea de Canoas (BACO) para prestar socorro. A missão enfrentou diversos desafios, como condições climáticas adversas e acessos bloqueados, mas a equipe conseguiu resgatar a gestante com sucesso, transportando-a para um hospital seguro.

Aeronave H-60L Black Hawk

O helicóptero H-60L Black Hawk, utilizado na missão, é uma aeronave versátil e robusta, especialmente adequada para operações de resgate em condições difíceis. Equipado com avançados aparelhos médicos, o Black Hawk permite a estabilização de pacientes durante o voo. A equipe do Esquadrão Pantera, altamente treinada e experiente, está preparada para realizar missões complexas e garantir a segurança dos passageiros. O helicóptero conta com equipamentos essenciais como desfibriladores, ventiladores e kits de primeiros socorros, além de ser capaz de operar em terrenos inóspitos e em condições meteorológicas adversas.

Impacto e Continuidade

A evacuação aeromédica realizada pela FAB teve um impacto profundo tanto na vida da gestante quanto na comunidade local de Agudo. A paciente e sua família expressaram profunda gratidão pela pronta-resposta e pelo cuidado recebido. A equipe médica que a recebeu destacou a importância crucial dessa intervenção rápida para garantir a segurança da gestante e do bebê. Essa operação é um exemplo do comprometimento da FAB em apoiar a população, especialmente em momentos de crise. As chuvas continuam a causar estragos na região, e a FAB permanece vigilante e pronta para realizar novas missões de resgate, reafirmando seu papel essencial na proteção e bem-estar dos cidadãos brasileiros.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui