Na tarde de 24 de janeiro, a Força Aérea Brasileira (FAB), através do Salvaero-Recife, foi acionada para uma missão crítica de Evacuação Aeromédica (EVAM). O chamado foi para resgatar um tripulante turco com suspeita de infarto do miocárdio, que estava a bordo de um navio na costa de Pernambuco.

Emprego da Aeronave H-36 Caracal na Missão

Para esta operação de resgate, o Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) disponibilizou uma aeronave H-36 Caracal, operada pelo Primeiro Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (1º/8º GAV) – Esquadrão Falcão. O uso deste tipo de aeronave, conhecida por sua capacidade e eficiência em missões de resgate, foi fundamental para o sucesso da operação.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Resgate e Cuidados Médicos ao Paciente

Snapinsta.app 421531998 18412879537051681 5910633727340034792 n 1080

O tripulante, que estava em condição estável, foi resgatado com sucesso e rapidamente entregue aos cuidados de uma equipe médica especializada. Posteriormente, o paciente foi transportado para um hospital em Recife, PE, onde recebeu o tratamento médico necessário.

Eficiência e Prontidão da FAB

Esta operação destaca a eficiência e a prontidão da Força Aérea Brasileira em responder a situações de emergência. A EVAM é um procedimento crítico que salva vidas, especialmente em casos de emergências médicas em locais remotos ou de difícil acesso, como em alto-mar.

Compromisso com a Saúde e Segurança

A ação bem-sucedida da FAB reflete seu compromisso contínuo com a saúde e segurança, não apenas de cidadãos brasileiros, mas também de pessoas de outras nacionalidades que se encontram em situações de risco dentro de sua jurisdição.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).