Facebook diz que rede foi usada pela inteligência palestina para espionar cidadãos

blank
Fonte: Pixabay

A gigante das mídias sociais dos EUA disse em um relatório que identificou e desativou operações de espionagem “politicamente motivadas” por um grupo que se acredita ser baseado em Gaza e afiliado ao Hamas, os governantes islâmicos do enclave palestino.

O relatório divulgado antecede as marcantes eleições legislativas palestinas marcadas para o mês que vem, onde a rivalidade entre Autoridade Palestina (AP) baseada na Cisjordânia e o Hamas se enfrentam pela primeira vez em 15 anos.

De acordo com o Facebook, o Serviço de Segurança Preventiva (PSS) da PA tem como alvo “jornalistas, pessoas que se opõem ao governo liderado pelo Fatah, ativistas de direitos humanos e grupos militares”, principalmente na Cisjordânia, Gaza e Síria “e, em menor grau, na Turquia, Iraque, Líbano e Líbia “.

Com informações da Security Week

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

Receba nossas notícias em tempo real através dos aplicativos de mensagem abaixo:

blank
WHATSAPP: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui