Google News

A gigante das mídias sociais dos EUA disse em um relatório que identificou e desativou operações de espionagem “politicamente motivadas” por um grupo que se acredita ser baseado em Gaza e afiliado ao Hamas, os governantes islâmicos do enclave palestino.

O relatório divulgado antecede as marcantes eleições legislativas palestinas marcadas para o mês que vem, onde a rivalidade entre Autoridade Palestina (AP) baseada na Cisjordânia e o Hamas se enfrentam pela primeira vez em 15 anos.

De acordo com o Facebook, o Serviço de Segurança Preventiva (PSS) da PA tem como alvo “jornalistas, pessoas que se opõem ao governo liderado pelo Fatah, ativistas de direitos humanos e grupos militares”, principalmente na Cisjordânia, Gaza e Síria “e, em menor grau, na Turquia, Iraque, Líbano e Líbia “.

Com informações da Security Week

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui