A Força Aérea Brasileira (FAB) anunciou o adiamento das provas escritas de diversos concursos de ingresso devido às enchentes que afetam o estado do Rio Grande do Sul. A decisão foi tomada para assegurar igualdade de oportunidades entre todos os candidatos, levando em consideração os graves impactos causados pelas enchentes na região.

Compromisso com a Transparência e Equidade

A FAB reafirma seu compromisso com a transparência e a equidade em seus processos seletivos. A medida busca garantir que todos os participantes possam concorrer em condições justas às vagas oferecidas. As novas datas dos concursos foram divulgadas nas páginas de cada certame, proporcionando aos candidatos tempo adequado para se prepararem.

Solidariedade às Vítimas

A Força Aérea Brasileira expressa sua solidariedade às vítimas das enchentes, suas famílias e toda a população afetada no Rio Grande do Sul. A instituição também reafirma seu compromisso em contribuir com as ações de apoio e reconstrução da região.

Informações e Atualizações

Para mais informações e atualizações sobre os concursos, os candidatos devem acompanhar as comunicações oficiais disponibilizadas nos canais de comunicação da FAB e nas páginas específicas de cada certame:

AÇÕES DE RESGATE DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA SALVAM VIDAS NO RIO GRANDE DO SUL

Marcelo Barros, com informações da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui