Desde a manhã de domingo, 5 de maio, o Exército Brasileiro intensificou suas operações de auxílio no estado do Rio Grande do Sul, especificamente na cidade de Estrela, onde um Hospital de Campanha foi estrategicamente instalado. Esta ação faz parte da Operação Taquari 2, uma resposta coordenada às devastadoras enchentes que vêm afetando a região desde o dia 30 de abril.

Capacidade e Estrutura do Hospital de Campanha

blank

O hospital temporário, equipado para atender casos de média complexidade, foi desdobrado para aliviar a carga do hospital municipal local, que sofreu danos devido às inundações. Com uma capacidade de 60 leitos, o hospital é apenas uma parte do esforço maior de resposta que inclui mais unidades que estão prontas para serem enviadas de outros locais, incluindo o Rio de Janeiro.

Suporte Médico Integral

Equipes médicas do Hospital Militar de Área de Porto Alegre e da Policlínica Militar de Porto Alegre foram mobilizadas para apoiar nas diversas áreas do hospital, incluindo recepção, triagem, ambulatório, sala de medicação, observação e emergência. O planejamento inclui operações 24 horas por dia, divididas em três turnos de trabalho, garantindo que os cuidados médicos estejam disponíveis a qualquer hora para aqueles em necessidade.

Expansão do Suporte

Além do hospital em Estrela, está sendo instalado outro Hospital de Campanha pela Força Aérea Brasileira (FAB) em Lajeado, aumentando assim a capacidade de atendimento na região. A coordenação eficaz entre as forças armadas, incluindo Exército, Marinha e Aérea, sob a liderança do Ministério da Defesa, assegura uma resposta abrangente e eficiente à crise.

Continuidade e Dedicação

O compromisso do Exército Brasileiro com o bem-estar da população gaúcha se estende além do imediato, com planos de continuar o suporte enquanto for necessário. Esta iniciativa não apenas destaca a capacidade de resposta em emergências do Exército, mas também sublinha a importância do treinamento constante e da prontidão operacional das tropas.