No dia 2 de dezembro, a Escola de Sargentos das Armas (ESA), localizada em Três Corações, Minas Gerais, celebrou a formatura de 507 novos combatentes. Estes recém-formados sargentos estão prontos para servir em quartéis por todo o Brasil, especializados nas armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações.

Cerimônia de Encerramento e Homenagens

nnIMG 0394

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Na cerimônia de encerramento, o Comandante do Exército dirigiu-se à Turma Bicentenário do Tenente Antônio João Ribeiro, destacando a inspiração do herói da Guerra da Tríplice Aliança. A formatura não apenas representa a conclusão do curso, mas também a celebração das virtudes militares e a transição para uma carreira vibrante no Exército Brasileiro.

Processo de Formação e Capacitação

O Curso de Formação e Graduação de Sargentos teve início em 2022. Os alunos passaram pelo primeiro ano de instrução nas Unidades Escolares Tecnológicas do Exército em todo o país, onde adquiriram formação comum básica e desenvolveram técnicas individuais de combate. Após esse período, eles escolheram sua Qualificação Militar de Sargentos baseados em mérito intelectual.

Desafios e Treinamento na ESA

O segundo e crucial ano de formação ocorreu inteiramente na ESA. Nesta fase, os alunos consolidaram conhecimentos e habilidades específicos de suas respectivas Armas, preparando-se para comandar pequenas frações. O ano foi repleto de desafios, incluindo exercícios militares intensivos, treinamento físico, instruções de tiro, orientação, patrulha, e competições esportivas.

Legado e Tradição

Os alunos também aprenderam a valorizar os símbolos nacionais e patronos do Exército Brasileiro, reforçando a importância da tradição e do patriotismo. Figuras como o Sargento Max Wolf Filho e o Tenente Antônio João Ribeiro servem de inspiração para os novos sargentos.

Início de Uma Nova Jornada

Com a conclusão do curso, os novos sargentos passaram pelo Portão Histórico da ESA, simbolizando o início de suas carreiras nas diversas organizações do Exército Brasileiro espalhadas pelo país.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).