blank
Imagem: MRE

O Secretário-Geral das Relações Exteriores, Embaixador Fernando Simas Magalhães, presidiu ontem, 19/7, em Nova York, “Debate Aberto de Alto Nível sobre Crianças e Conflitos Armados” no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O debate foi organizado pela presidência de turno brasileira do Conselho de Segurança e contou com apresentações da Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para Crianças e Conflitos Armados, Virginia Gamba, da Diretora Executiva do UNICEF, Catherine Russell, e do fundador da organização não-governamental “Similar Ground”, Patrick Kumi, que foi vítima de recrutamento por grupo armado no Sudão do Sul aos 15 anos.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O debate aberto teve como objetivo examinar a situação em 21 países e na região da bacia do Lago Chade, no que se refere a seis graves violações contra crianças em conflitos armados: recrutamento e uso; assassinato e mutilação; violência sexual; abdução; ataques contra escolas e hospitais; e denegação do acesso humanitário.

O Brasil manifestou preocupação com o recente aumento do número de abduções de crianças e enfatizou a importância da proteção a crianças refugiadas, deslocadas internas e apátridas, além da necessidade de promover, nos processos de consolidação da paz, a reintegração de crianças vítimas de violações.

Fonte: MRE