Google News

Por Júlia Campos

Em visita institucional, representantes do Ministério da Defesa e dos órgãos de Educação do Governo Federal estiveram, na terça-feira (29), no Departamento de Ciência e Tecnologia da Aeronáutica (DCTA), em São José dos Campos (SP). O intuito foi conhecer as principais atividades de ensino e pesquisas em andamento na Instituição.

Estiveram presentes o Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (SEPESD), Tenente-Brigadeiro do Ar da reserva Jeferson Domingues de Freitas; o Diretor do Departamento de Ensino (DEPENS), General de Divisão Paulo Roberto Viana Rabelo; o Comandante da Escola Superior de Guerra Campus Brasilia, Vice-Almirante Paulo Renato Rohwer Santos; o Diretor de Financiamento e Economia de Defesa (DEPFIN), Major-Brigadeiro Marcos Aurélio Pereira Silva; além de representantes do Ministério da Educação (MEC); da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI); do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); e do Conselho Nacional de Educação.

0daf69bc-aa40-40bf-b5a7-d37771290d60.jpg

O foco da visita foi, principalmente, a pós-graduação stricto sensu, os principais resultados alcançados, os desafios, as potencialidades e as oportunidades de desenvolvimento de capacidades na área de Defesa e de contribuição no atendimento de demandas societais estratégicas.

“Esse Departamento atende às Forças Armadas e à sociedade civil. Estamos muito envolvidos na atividade espacial para trazer benefícios e o objetivo é esse: tecnologia para ser aplicada na sua dualidade”, destacou o Diretor do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara.

9d422c3f-bcb1-449e-906c-8e8b3b385776.jpg

A comitiva da Defesa assistiu a apresentações sobre o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e o Instituto de Estudos Avançados (IEAv). O reitor do ITA, Professor Anderson Ribeiro Correia, destacou que a pós-graduação da instituição triplicou nos últimos 20 anos, com o crescimento no mestrado profissional e no doutorado acadêmico. “Em 2021, comemoramos aqui os 60 anos da primeira pós-graduação no País. Além dos cursos das Forças Armadas, o ITA ministra formação de profissionais para a indústria nacional”, ressaltou. O Professor Anderson ainda informou que, nos últimos 10 anos, apenas na pós-graduação em Ciências e Tecnologias Espaciais (CTE), por meio dos institutos do DCTA, foram formados 300 mestres e doutores.

Laboratórios

Na ocasião, foram apresentados alguns projetos como o VLM-1, que vai garantir autonomia do Brasil no desenvolvimento e lançamento de satélites. A comitiva também esteve em alguns laboratórios que compõe o DCTA, como o Centro de Competências em Manufatura e Centro Espacial ITA (CEI), além do Laboratório de Ensaios de Turbina a Gás, do Projeto TR-5000. Desenvolvido pela equipe do IAE e do ITA, trata-se de turborreator para utilização em veículos aéreos não tripulados (VANT’s) e para geração de energia elétrica.

“Aqui, eu vejo a importância da tríplice hélice: academia, indústria e governo. Estreitar e aumentar essa interação é ganho para todos. Aproveitando os recursos existentes, podemos usar todas essas capacidades e competências, e levar para outras áreas da Defesa. É o que estamos buscando”, finalizou o Diretor do DEPENS, General Viana.

Fotos: Sgt Petherson e Sarg Roberto/DCTA

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui