O Ministério da Defesa (MD) está representado por uma comitiva da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) na Defense and Security Equipment International (DSEI), que ocorre entre 15 e 17 de março, em Chiba, Japão. A feira internacional promove exposições, palestras e reuniões bilaterais sobre o setor de defesa e segurança. A SEPROD busca fomentar parcerias de defesa no mercado internacional, promover diálogos bilaterais de comércio com autoridades e empresas presentes e atrair investimentos externos para o Brasil.

blank

Durante a visita, a comitiva brasileira visitou o Ministério da Defesa japonês e a Acquisition, Technology & Logistics Agency (ATLA), que é homóloga da SEPROD no Japão. Foram apresentados os Projetos Estratégicos de Defesa (PED) mais relevantes do Brasil e discutidas possibilidades de acordo, como a elaboração de um Memorando de Entendimento em Produtos de Defesa entre a SEPROD e a ATLA.

Outro assunto em pauta é a proposta japonesa de formação de um grupo de cooperação de países que possuem o Carro Lagarta Anfíbio (CLAnf) para manutenção, suprimento e aquisição de componentes.

A segunda edição da DSEI espera receber cerca de 200 expositores de 15 países e aproximadamente 10 mil visitantes de todo o mundo. A feira apresentará sistemas e tecnologias de ponta, além de uma variedade de empresas internacionais.

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).