A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nessa quinta-feira (25/08), a cerimônia militar de transmissão do cargo de Diretor de Economia de Finanças da Aeronáutica, do Major-Brigadeiro do Ar Jefferson Cesar Darolt ao Major-Brigadeiro do Ar Edson Fernando da Costa Guimarães. A solenidade, realizada em Brasília (DF), foi presidida pelo Chefe do Estado-Maior, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, que foi recebido pelo Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Ricardo Augusto Fonseca Neubert.

Participaram do evento Oficiais-Generais do Alto-Comando, Oficiais-Generais da Força Aérea Brasileira, além de convidados, Comandantes, Chefes e Diretores de Organizações Militares.

O Tenente-Brigadeiro Neubert presidiu o ato de transmissão do cargo e, durante seu discurso, agradeceu ao Major-Brigadeiro Darolt. “Todos os resultados alcançados pela Diretoria de Economia de Finanças da Aeronáutica, sob sua liderança, são frutos do incessante e duro trabalho. Foi o marco da sua jornada muito bem cumprida”, comentou.

Ainda em suas palavras, o Oficial-General falou sobre a chegada do Major-Brigadeiro Guimarães. “Seus predicados foram primordiais para a designação ao Cargo, tenha certeza que a Secretária de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica tem plena confiança na sua reconhecida e comprovada capacidade profissional”, concluiu.

Na despedida do cargo, o Major-Brigadeiro Darolt, que foi designado para assumir o cargo de Comandante do Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR), falou sobre gratidão e agradeceu pela jornada na Organização. “Agradeço inicialmente sempre a Deus, por ter me dado saúde, conhecimento e discernimento. Nesses quase cinco anos, foram adquiridas as primeiras cinco aeronaves de transporte KC-390 Millennium, dois caças F-39 Gripen, dois Phenon 100 e duas aeronaves KC-30. Tudo isso ocorreu graças ao trabalho primoroso e coordenado de 103 militares e civis que compõem o efetivo da Diretoria. A labuta de cada um desses militares foi primordial para que a Unidade atingisse eficientemente as metas e cumprisse a missão de prover apoio e diretrizes econômico-financeiras para as organizações da Força Aérea”, finalizou.

O Major-Brigadeiro Guimarães comentou sobre as expectativas em assumir a Diretoria de Economia e Finanças. “É um grande desafio. Retorno a uma organização que me acolheu no passado e agora como Diretor, com o desafio de liderar uma equipe de profissionais altamente qualificados que tem como missão final fazer com que a FAB cumpra suas tarefas de Defender, Controlar e Integrar. Tudo depende de recursos financeiros que são escassos, mas que serão muito bem administrados pela nosso pessoal e pela nossa Força”, concluiu.

Fotos: Sargento Müller Marin / CECOMSAER

Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui