O Instrutor do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, Major Rodrigo Berbert Eiras, integrou comitiva que  representou o Exército Brasileiro na reunião de planejamento relacionada à operação internacional Viking 22, ocorrida na Suécia. A comitiva da Divisão de Missões de Paz do Comando de Operações Terrestres esteve presente na atividade no período de 13 a 20 de novembro.

A atividade reuniu os integrantes das equipes da Direção do Exercício (Brasil, Estados Unidos, Finlândia, Noruega, ONU e Ucrânia), com o objetivo de definir a “linha do tempo” e os incidentes da Viking 22,  problemas simulados que comporão a dinâmica do exercício e que refletirão situações reais ocorridas no âmbito das operações de manutenção da paz da ONU e das missões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Main Event List/Main Incident List).

Sendo co-presidido pelas Forças Armadas da Suécia e pela Academia Folke Bernadotte, o Exercício Viking é, por definição, uma plataforma de treinamento projetada para preparar militares, policiais e civis em uma situação de crise. O exercício é multidimensional, multifuncional e multinacional, empregando modernos conceitos operacionais, sendo considerado, atualmente, o maior exercício do mundo em seu gênero.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Participação brasileira

De forma inédita, a última edição do Exercício Viking ocorreu no Brasil, no período de 16 a 26 de abril de 2018. Na ocasião, o Exército Brasileiro desdobrou um sítio remoto que operou simultaneamente com o país sede (Suécia) e mais quatro países europeus (Finlândia, Irlanda, Sérvia e Bulgária). O Brasil sediará, também em 2022, a próxima edição do Exercício Viking (sítio remoto).

Fonte: CCOPAB

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).