CAPES manterá mais de 90 mil bolsas de pós-graduação no País

blank

A CAPES vai manter, de forma integral, as mais de 90 mil bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado que concede atualmente no País. A Fundação não interrompeu a vigência de nenhum desses auxílios nesse ano, tem realizado os pagamentos sem atraso e permitido a substituição de bolsistas normalmente.

Apesar do ambiente de restrições – geradas pela pandemia do novo coronavírus -, a CAPES não cortará bolsas em 2021. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior continuará a fomentar os estudos dos pós-graduandos tanto nas cotas institucionais, quanto nos programas estratégicos induzidos.

Com isso, ações como o Programa de Combate a Epidemias continuam a funcionar normalmente. A CAPES já concedeu 1.959 das 2.600 bolsas e investiu R$53,7 milhões dos R$200 milhões previstos para os quatro anos da iniciativa, por meio da qual a agência estimula pesquisas sobre a COVID-19 e outras doenças.

Além de manter os benefícios, a CAPES já prorrogou 36.536 bolsas de mestrado e de doutorado ativas no Brasil por até seis meses, de forma excepcional, por causa da pandemia. Os dados constam em relatório do Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA) de 12 de maio.

O direito se estende a qualquer pesquisador com bolsa de mestrado ou doutorado ativa no Brasil enquanto durar a pandemia. Cabe às instituições de ensino e de pesquisa indicarem no SCBA os beneficiários. A Fundação recomenda que sejam escolhidos aqueles cujos trabalhos tenham sido afetados pelos impactos decorrentes da COVID-19.

Por Redação CCS/CAPES

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui