A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), lançou o Plano de Trabalho para Internacionalização (PTI), um sistema destinado às instituições de ensino superior (IES) participantes do Programa Institucional de Internacionalização (CAPES/PrInt). A iniciativa é uma parceria entre as diretorias de Relações Internacionais (DRI) e de Tecnologia da Informação (DTI) da Fundação, com apoio da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).
O PTI é composto por três módulos: Compromisso Institucional e Parceria e Redes de Pesquisa são módulos de preenchimento, enquanto o módulo Sumário Executivo reúne os resultados principais. Esta estrutura pretende facilitar os processos para as pró-reitorias e equipes técnicas das instituições de ensino, que deverão preencher as informações referentes à internacionalização.
Benedito Aguiar, presidente da CAPES, acredita que “reunir em um só lugar as informações das 36 instituições participantes do PrInt facilitará planejamentos futuros, dando uma dimensão mais precisa do alcance e dos benefícios que esse Programa traz”. Ele ressaltou a importância da continuidade das ações e a relevância do PrInt para “o desenvolvimento científico e tecnológico do País”.
Em 2019 a CAPES criou, para as IES participantes do programa, “um formulário para reflexão sobre o processo de lançamento da política institucional de internacionalização”, lembrou Heloisa Hollnagel, diretora da DRI. Ela também contou que, este ano, o formato foi aprimorado para que “se tenha uma visão mais ampla do trabalho e das estratégias que efetivamente têm sido executadas” em cada instituição.
Emerson Maccari, coordenador-geral de Bolsas e Projetos da DRI, explicou que o envio das informações “se dará por meio de um sistema amigável, que possui uma lógica que permite à IES, ao final da ação, montar um sumário executivo com o resumo dos cinco melhores produtos dos tópicos anteriores”.
Módulos
A plataforma para a coleta de dados dará subsídio à construção coletiva de indicadores para a avaliação intermediária do PrInt. No primeiro eixo, Compromisso Institucional, serão coletadas informações que apontem o incentivo à construção, execução e consolidação de planos estratégicos de internacionalização.
O segundo módulo, Parcerias e Redes de Pesquisa, receberá dados para registrar a formação de parcerias de pesquisas internacionais, melhorando a qualidade da produção acadêmica brasileira e estimulando a mobilidade de professores e alunos. Por fim, no Sumário Executivo, o sistema produzirá um relatório consolidado dos cinco aspectos mais relevantes de cada tema, além dos objetivos listados nos dois módulos anteriores.
Programa
O PrInt é uma iniciativa da CAPES para aumentar a visibilidade das universidades e da pesquisa brasileira a partir da cooperação internacional. O Programa induz as instituições a formularem um plano de internacionalização, estabelecendo um marco inovador e decisivo para a internacionalização das universidades brasileiras.
Por Redação CCS/CAPES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui