blank

Google News

Na manhã de 28 de abril, no Palácio Marqueses do Lavradio, no Campo de Santa Clara, em Lisboa, teve início o Seminário Internacional “200 anos da Independência do Brasil”. O evento foi aberto com as palavras do Chefe do Estado-Maior do Exército de Portugal, General José Nunes da Fonseca, e do Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Marco Antônio Freire Gomes. A cerimônia contou também com a presença do Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEX), General de Exército André Luís Novaes Miranda, do Chefe do Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx), do General de Divisão José Ricardo Vendramin Nunes, e do Diretor do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEX), General de Brigada Luciano Antonio Sibinel.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

O seminário destacou o processo da Independência do Brasil, bem como o fortalecimento da confiança mútua e dos valores patrióticos, morais, cívicos e éticos que unem os Exércitos de ambos os Países. Na mesma manhã, o Diretor de História e Cultura Militar (DHCM), Major-General Aníbal Alves Flambó, colocou em destaque as diversas atividades culturais do Exército Português, especialmente por meio de seus museus, arquivos, bibliotecas, monumentos, sítios históricos e espaços culturais. O Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEX), General de Exército André Luís Novaes Miranda, abordou os pontos comuns de nossa cultura e história em sua apresentação “A história e a cultura no Exército Brasileiro”. Finalizando a primeira parte do Seminário, o Oficial de Ligação do Exército Brasileiro para a Área Cultural junto ao Exército Português, Coronel Welton Gomes Maia Junior, apresentou as atividades de cooperação histórico-militar, iniciadas no ano de 2015, entre os exércitos de Portugal e do Brasil.

Inaugurando as sessões de comunicações temáticas, durante a tarde, o Delegado de Portugal da Academia de História Militar Terrestre do Brasil do Rio de Janeiro, engenheiro Rui Santos Vargas, conduziu os trabalhos e os debates a partir das apresentações proferidas pelos palestrantes. O professor Luiz Miguel Moreira, do Departamento de Geografia da Universidade do Minho, abordou o tema “Do Novo Mundo ao Império (1550-1824): imagens do Brasil nas principais coleções bibliocartográficas do Exército Português”. Em seguida, o Chefe da Seção de Pesquisas Históricas do Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército Brasileiro (CEPHIMEX), Coronel Antonio Ferreira Sobrinho, tratou do tema “A participação da Força Terrestre Brasileira (Exército Libertador) no processo da Independência”.

Foram prestadas também as seguintes homenagens: entrega da medalha Ordem do Mérito Militar – Grau Oficial ao Coronel Welton Gomes Maia Junior, Oficial de Ligação do Exército Brasileiro para a Área Cultural junto ao Exército Português, e da Medalha Exército Brasileiro ao Coronel António Velez, Chefe da Repartição de Museus da Direção de História e Cultura Militar do Exército Português, e ao Engenheiro Rui Santos Vargas, Delegado de Portugal da Academia de História Militar Terrestre do Brasil do Rio de Janeiro.

Fonte: Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército