Dois acordos de cooperação com a Guiana, um com o Equador e uma declaração conjunta com a Colômbia foram assinados pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, para reforçar o combate ao crime organizado transnacional na América do Sul. O ato celebrou o fim do evento “Unidos Contra o Crime Organizado Transnacional – 1º Encontro Ministerial”, que ocorreu nesta quinta-feira (23) e sexta-feira (24). A próxima edição do encontro acontecerá no Paraguai, no segundo semestre de 2022.

“Espero que, muito em breve, estejamos juntos para levar adiante essas tratativas e efetivar tudo o que conversamos para conseguir fazer frente ao crime organizado, melhorar a vida das nossas populações, garantir paz e tranquilidade aos nossos povos”, afirmou o ministro Anderson Torres. Os acordos preveem o intercâmbio de experiências e a cooperação técnica entre as polícias das nações signatárias para combate a delitos como tráfico de drogas e de armas, lavagem de dinheiro, falsificação, pirataria e crimes cibernéticos.

Também no segundo dia do evento, os representantes sul-americanos conheceram a Academia Nacional de Polícia (ANP), da Polícia Federal, e o Centro de Gerenciamento e Monitoramento, da Força Nacional de Segurança Pública. A visita enfatizou a proposta brasileira de participação de agentes de segurança da América do Sul em cursos disponibilizados pela ANP e secretarias do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Fonte: MJSP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui