AW169 69005 AC4 during Demo Flight in Cotronei

A Leonardo está revolucionando o mercado de helicópteros com melhorias impressionantes em seu modelo AW169. Desde um aumento de peso bruto até uma configuração de 11 assentos, essa aeronave está pronta para atender às demandas dos setores militar, civil e de serviços públicos. Descubra como essas inovações podem transformar o futuro da aviação.

O Poder do Peso Bruto Aumentado

O AW169 agora apresenta um kit IGW de 5.100 kg (11.243 lb), um aumento significativo em sua capacidade de carga. Esse aumento de peso bruto não apenas beneficia as operações militares e de defesa, mas também se estende ao mercado de serviços públicos e civis. Com potência adicional, aerodinâmica melhorada e a capacidade de transportar mais passageiros ou combustível extra, essa aeronave está pronta para enfrentar qualquer desafio.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Configuração de 11 Assentos e Alcance Estendido

Para atender às demandas do setor de energia e conformidade com os padrões mais recentes, o AW169 agora oferece uma configuração de 11 assentos. Isso não apenas aumenta a capacidade de carga, mas também amplia o alcance, possibilitando missões com um raio de ação de até 75 nm. Além disso, um sistema modular de tanque de combustível e saídas de emergência adicionais tornam essa configuração uma escolha excepcional para operações offshore.

Sustentabilidade e Eficiência

Com um motor mais eficiente, navegação avançada e suporte moderno, o AW169 é uma aeronave que valoriza a sustentabilidade. Além disso, sua versatilidade o torna adequado para uma ampla gama de missões, desde transporte de tropas até operações de combate, alívio de desastres e muito mais. Com certificação prevista para 2024, esses aprimoramentos estão prestes a definir um novo padrão na aviação.

Uma Aeronave para o Futuro

Com mais de 320 unidades encomendadas e uma frota global com mais de 170.000 horas de voo, o AW169 é a escolha de operadores em todo o mundo. Sua adaptabilidade e capacidade de atender a diversas necessidades tornam-no uma aeronave para o futuro. Desde operações de resgate em montanhas até evacuações médicas, o AW169 está pronto para decolar e enfrentar qualquer desafio.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).