Google News

Aumentar a integração e a qualificação das forças de segurança brasileiras. Essa foi uma das frentes destacadas pelas autoridades presentes na abertura do World Combat Conference (W2C), na manhã deste sábado (04), para trazer avanços no combate ao crime e no aumento da sensação de segurança no país. O pontapé inicial ocorreu na BASE Armalite, em Itu (SP), que sediará a conferência até o dia 7 de setembro.

“O nosso objetivo sempre foi esse, de integrar e qualificar as forças de segurança dos mais diferentes lugares do nosso país. Essa troca de experiências é fundamental para avançarmos e tornarmos o Brasil mais seguro. Queremos também, com isso, trazer o reconhecimento e a valorização que estes profissionais merecem. Hoje também vivemos um novo momento junto aos atiradores esportivos e teremos quatro dias muito produtivos”, salientou João Sansone, realizador do W2C.

Para uma plateia formada por policiais de diversas regiões brasileiras, o deputado estadual gaúcho Ruy Irigaray salientou que os participantes do evento sairão de Itu com aperfeiçoamento e troca de experiências que irão qualificar as corporações em seus estados de origem. O parlamentar também elogiou a escolha da sede.

“Esse é um evento digno da BASE Armalite. Essa é uma estrutura que a gente nunca imaginava que fosse ver no Brasil. Trata-se de um centro de altíssima performance. Todos que ajudaram na organização do W2C estão de parabéns”, disse Irigaray.

O deputado estadual Alexandre Freitas (RJ) classificou como “extraordinária” a integração que será propiciada pelos quatro dias de evento. Em seu discurso, ele também solicitou mais liberdade no acesso às armas no Estado do Rio de Janeiro.

O empresário José Augusto Schincariol, dono do complexo da BASE Armalite, reforçou que o local oferece uma estrutura adequada para o W2C e que os investimentos realizados por ele como empreendedor têm por missão tornar o Brasil uma “referência no mundo dos equipamentos bélicos”.

O W2C reunirá mais de 600 instrutores policiais e de armamento e tiro, que participarão de uma maratona com 42 clínicas práticas e sete palestras de referência internacional. O evento é técnico e destinado a profissionais da segurança pública, agentes da segurança privada com certificação profissional válida, membros do Ministério Público e do Judiciário, militares das Forças Armadas e atiradores esportivos com CR válido.

Participe do nosso grupo e receba as principais notícias do Defesa em Foco na palma da sua mão.

blank

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

1 COMENTÁRIO

  1. E necessário um seminário anualmente operacional controle de fuga e enfrentamento ao avanço da guerrilha urbana ataque com explosivos tráfico de armas sequestro. Atenção direta deve ser dada a esses problemas vigentes no Brasil, eu defino isto como terror inteligência operacional pode chegar a ramificacao política.por traz da insegurança pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui