De 25 a 28 de janeiro, uma delegação de 14 alunos do Sistema Colégio Militar do Brasil embarca para um desafio internacional: a 40ª edição da Conferência Modelo das Nações Unidas da Ivy League (ILMUNC), realizada na Filadélfia, EUA. Este evento, organizado pela Universidade da Pensilvânia, é um dos mais prestigiados encontros educacionais focados em assuntos internacionais e relações diplomáticas para estudantes do ensino médio.

Experiências Anteriores e Preparação

O histórico de sucesso do Sistema Colégio Militar do Brasil em eventos internacionais é notável. No ano passado, durante a Harvard Model United Nations (HMUN), a equipe conquistou o segundo lugar geral na avaliação das redações e recebeu distinções significativas. Esses resultados reforçam a qualidade do ensino e preparação dos estudantes para desafios globais.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Os alunos selecionados para a ILMUNC 2024 se destacaram em atividades prévias, como o 6° Desafio Global do Conhecimento e várias simulações de organismos internacionais ao longo de 2023. Uma fase intensiva de preparação ocorreu no Colégio Militar de Brasília, garantindo que os delegados estejam prontos para o rigoroso e dinâmico ambiente da conferência.

Expectativas dos Participantes

A aluna Wambier do CMB expressa seu entusiasmo: “É um prazer imenso participar dessa missão, que nos trará não só imensas responsabilidades e desafios, como também experiências ímpares de crescimento emocional, pessoal e acadêmico”. Aluno Davi Moura do CMF compartilha dessa empolgação, ressaltando sua preparação e ansiedade para participar dos debates.

Papel dos Delegados nas Simulações

delegados 1

Nas simulações da ONU, os delegados são peças chave, representando países e defendendo políticas externas e interesses geopolíticos. Esta responsabilidade inclui discursar, redigir documentos, e negociar com outros delegados, refletindo as complexas dinâmicas das relações internacionais reais.

Competições Adicionais na ILMUNC

Além da simulação principal, a ILMUNC oferece competições adicionais, incluindo um torneio de redação e um concurso de TikTok. No torneio de redação, os participantes podem escolher entre dissertar sobre a importância das simulações da ONU ou defender o poder de veto de um dos membros permanentes do Conselho de Segurança. Existe também a opção de submeter trabalhos não escritos, como obras de arte. O Concurso de TikTok, por sua vez, desafia os alunos a capturar a essência da ILMUNC, sendo julgados por criatividade e representação das simulações da ONU.

Perspectiva Futura

A participação dos alunos do Sistema Colégio Militar do Brasil na ILMUNC não apenas reforça o prestígio dessas instituições educacionais, mas também demonstra o potencial dos jovens brasileiros no cenário internacional. As habilidades e experiências adquiridas nessa conferência têm um impacto duradouro, contribuindo para a formação de futuros líderes e diplomatas. A expectativa é que esses jovens talentosos tragam novas perspectivas e insights para o Brasil, fortalecendo sua presença nas discussões globais.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).