ABIMDE realiza palestra no Seminário de Projetos Estratégicos da Marinha

Evento promoveu o estreitamento de laços entre a Marinha e a base industrial de defesa

Na última quinta-feira, dia 30, a Marinha do Brasil (MB) promoveu o Seminário de Projetos Estratégicos, em parceria com a Base Industrial de Defesa (BID). O evento foi realizado no auditório do Museu Naval, no Rio de Janeiro (RJ), e foi coordenado pela Diretoria de Gestão de Programas da Marinha (DGePM). O Seminário contou com a presença de empresas dos setores naval e offshore e teve como apoiador e palestrante a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE).

Na abertura, o Diretor de Gestão de Programas da Marinha, Vice-Almirante (Engenheiro Naval), Celso Mizutani Koga, destacou o Subprograma de Obtenção de Navios-Patrulha (PRONAPA).  Ele ressaltou as diretrizes relevantes para esses meios navais, como a proteção da Amazônia Azul e o incentivo à construção naval nacional, gerando empregos e fomentando o potencial científico, tecnológico e industrial do País.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

“Os Navios-Patrulha de 500 toneladas possuem, como principais tarefas, a vigilância da zona econômica exclusiva, a segurança da navegação, o combate à poluição e à pesca ilegal, o combate ao tráfico de drogas e ao contrabando, a busca e salvamento e o apoio às operações militares”, disse o Almirante Koga.

O conselheiro da ABIMDE, general Ivan Ferreira Neiva Filho, ministrou a palestra “A Indústria de Defesa e Segurança no Brasil”. Nesta apresentação, o oficial-general falou sobre a importância da BIDS para a garantia da logística nacional brasileira, imprescindível para a garantia da soberania nacional, e seu papel como geradora de emprego e renda.

 

Homem em pé em frente a televisão

Descrição gerada automaticamente

O general Neiva também reforçou a importância da BIDS como desenvolvedora de tecnologia e soluções inovadoras de uso dual e o papel da ABIMDE como representante do setor. “A associação tem empreendido ações no sentido de congregar, representar e defender os interesses das mais de 240 empresas associadas”, pontuou. Por fim, mencionou sobre o Observatório da Indústria de Defesa e Segurança, que vai gerar a capacidade de prover inteligência estratégica e monitoramento em apoio à BIDS.

O evento contou ainda com sessões de debate, como os requisitos técnicos operacionais dos projetos estratégicos do Programa de Modernização do Poder Naval, bem como as ações voltadas para elevar o Índice de Conteúdo Local (ICL), que diz respeito à participação de empresas nacionais nos projetos.

Ao longo dos painéis, foram abordados temas como os benefícios da participação da indústria nacional em projetos estratégicos da MB e a relevância do apoio logístico integrado nessas iniciativas. Também houve apresentações sobre programas e meios navais, como o navio-patrulha “Mangaratiba” e um novo aviso de instrução.

De forma inédita, o seminário promoveu o estreitamento de laços entre a Marinha e a BIDS, e reforçou a mentalidade marítima junto à atores importantes do setor produtivo nacional. De acordo com o Gerente de Projeto de Obtenção de Meios de Superfície da DGePM, Capitão de Mar e Guerra Rogério Fortes Pedrozo, os meios navais, diretamente envolvidos na proteção das águas nacionais, são fundamentais no exercício da consciência situacional marítima.

Com informações da Marinha do Brasil.

Fonte: Portal BIDS