Autoridades civis e militares participaram da sessão solene na ALBA

No dia 9 de maio, em uma sessão solene no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o Vice-Almirante Antonio Carlos Cambra, comandante do 2º Distrito Naval, foi agraciado com o título de cidadão baiano honorário. A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades civis e militares, reafirmando a importância desta honraria concedida a indivíduos que se destacam por seus relevantes serviços prestados à sociedade baiana.

Reconhecimento ao Brilhante Militar da Marinha

O título de cidadão baiano honorário é uma das maiores honrarias concedidas pela ALBA, equiparando o homenageado a um conterrâneo, reconhecendo-o como irmão e cidadão de coração da Bahia. Segundo o deputado Adolfo Menezes, presidente da ALBA, “a concessão do título de cidadão baiano honorário ao Vice-Almirante Cambra é uma homenagem de inteira justiça a um brilhante militar da Marinha do Brasil”. Esta declaração sublinha a admiração e o respeito que o Vice-Almirante Cambra conquistou ao longo de sua carreira.

Presença de Autoridades e Entidades Civis

A sessão solene foi marcada pela presença de militares das Forças Armadas, membros da Polícia Militar da Bahia, além de representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Entidades da sociedade civil também estiveram presentes, refletindo a abrangência e o impacto das ações do Vice-Almirante Cambra na comunidade baiana.

Contribuições de Relevante Interesse Social

O título de cidadão baiano honorário é concedido a pessoas que praticaram atos de relevante interesse social em favor da população. O Vice-Almirante Cambra tem desempenhado um papel crucial no fortalecimento da segurança e no apoio a diversas iniciativas sociais e comunitárias na Bahia. Suas ações têm promovido não apenas a defesa e segurança, mas também o desenvolvimento e bem-estar das comunidades locais.

Compromisso com a Bahia e o Brasil

Ao longo de sua carreira, o Vice-Almirante Cambra demonstrou um compromisso inabalável com a Bahia e com o Brasil. Sua liderança no 2º Distrito Naval tem sido exemplar, com iniciativas que vão além do dever militar, abrangendo programas de cooperação com a sociedade civil e apoio em situações de emergência. Este reconhecimento oficial pela ALBA reforça seu papel como um líder dedicado e um verdadeiro cidadão de honra.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).