No período de 16 a 18 de outubro, foi cumprida mais uma etapa do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). Foram realizados os testes de propulsão do Submarino “Riachuelo” (S40), em área marítima situada no interior da Baía de Sepetiba, no litoral sul do Rio de Janeiro.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Para o evento, foram cumpridos os protocolos de segurança elaborados pela Marinha contra a proliferação do novo coronavírus. Os testes de aceitação no mar relativos à plataforma prosseguem conforme o cronograma com a conclusão prevista para dezembro de 2020. Concluída essa fase, o Submarino “Riachuelo” será submetido às provas atinentes ao sistema de combate, culminando com o lançamento de torpedo F21 e de míssil submarino-superfície SM39. Em meados de 2021, o S40 será transferido para o Setor Operativo, contribuindo para o fortalecimento do Poder Naval brasileiro.

blank
Tripulantes realizam verificações no compartimento de comando

O cronograma atual do PROSUB prevê, ainda, o lançamento ao mar do “Humaitá” em dezembro de 2020, do “Tonelero” em 2021 e do “Angostura” em 2022. O “Álvaro Alberto”, primeiro submarino convencional com propulsão nuclear brasileiro (SN-BR), tem seu lançamento ao mar previsto para 2031. O SN-BR, assim como a incorporação dos quatro submarinos classe “Riachuelo” elevarão a capacidade de resposta eficiente do Poder Naval frente ao enorme desafio de controle e proteção da “Amazônia Azul”.

Fonte: CCSM

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).