Submarino Humaitá
Marinha faz últimos ajustes no submarino Humaitá no Complexo Naval e Industrial de Itaguaí (CNI)

A Marinha do Brasil realizará nesta sexta-feira, 11 de dezembro, a cerimônia de lançamento ao mar do submarino Humaitá (S-41) e integração das seções do submarino Tonelero (S-42) no Complexo Naval de Itaguaí, no Rio de Janeiro. O Humaitá é o segundo submarino a ser lançado ao mar dentro do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), do qual a Amazul participa.

Dentro do Prosub, a Amazul busca parcerias para projetos diversos, como o Sistema Integrado de Gerenciamento da Plataforma, o Sistema Nuclear de Geração de Vapor e o Sistema de Combate do futuro submarino Álvaro Alberto (SN-BR), o primeiro submarino brasileiro com propulsão nuclear.

O lançamento do Humaitá faz parte das comemorações do Dia do Marinheiro (13 de dezembro), que incluem apresentação dos resultados do Prosub, com uma inédita demonstração do estágio de construção ou de testes dos cinco submarinos previstos no programa, considerado o maior investimento atual do país na área de defesa.
A cerimônia contará com a presença do presidente Jair Bolsonaro e de outras autoridades do governo. O diretor-presidente da Amazul, Antonio Carlos Soares Guerreiro, representará a empresa no evento.

Além do lançamento do Humaitá e da integração do Tonelero, a cerimônia mostrará como está a preparação, para a entrega ao setor operativo da Marinha, do submarino Riachuelo (S-40), lançado em 2018, que atualmente passa por testes finais de mar. A cerimônia incluirá ainda registros do estágio atual de montagem do Angostura (S-43), o quarto submarino do Prosub, e dos avanços no desenvolvimento do protótipo da planta de propulsão do Álvaro Alberto (SN-BR), cujo lançamento está previsto para o final da década de 2020.

Em cumprimento aos protocolos de enfrentamento da pandemia do Covid-19, o evento terá um número reduzido de convidados, mas toda a cerimônia será transmitida, ao vivo, pela TV Brasil e no canal oficial da Marinha no Youtube.

foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui