Brasília (DF) –  O 1º Simpósio do Projeto Soldado Cidadão foi promovido pelo Comando de Operações Terrestres (COTER) em Campo Grande (MS), nos dias 9 e 10 de novembro. O Projeto Soldado Cidadão tem por objetivo oferecer aos militares temporários das Forças Armadas cursos profissionalizantes que lhe proporcionem capacitação técnico-profissional, de tal forma a contribuir para a inserção do militar licenciado no mercado de trabalho em melhores condições. A atividade contou com o apoio do Comando Militar do Oeste (CMO) e do SENAC/MS e teve, ainda, a participação dos coordenadores dos Comandos Militares de Área.

O simpósio contou com a presença de 22 entidades parceiras do projeto, representadas por 38 colaboradores de todo o Brasil. Os principais objetivos da iniciativa foram trocar experiências sobre projetos bem sucedidos, estudar a viabilidade da expansão desses projetos em âmbito nacional,  apresentar novas propostas de parcerias e fomentar o estreitamento dos laços de cooperação e camaradagem entre as instituições e o Exército Brasileiro.

O projeto, que beneficia militares em todo o Brasil, por meio das parcerias, tem proporcionado a jovens carentes a chance de profissionalização em áreas as mais diversas, como serviços gerais (eletricistas, pedreiros, marceneiros, pintores), aprovisionamento (cozinheiros, padeiros, garçons), transportes (mecânicos, motoristas categoria “D”, motoristas de veículos de emergência, pintura automotiva), saúde (auxiliares de laboratório e de farmácia), seções de Informática (montagem e manutenção de redes, webdesigner), entre outras.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Fonte: Comando de Operações Terrestres

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).