Manutenção do Farol de Belmonte (antes e depois)

Uma equipe de oito militares do Serviço de Sinalização Náutica do Leste (SSN-2) concluiu, em 10 de agosto, a manutenção completa do Farol de Belmonte, localizado na cidade de mesmo nome, situada no sul do estado da Bahia, a 700 km da capital. Dentre as ações, implementadas a partir de 23 de julho, a pintura externa do farol incrementou a valorização de um dos marcos turísticos do município.

Encomendado à mesma empresa construtora da Torre Eiffel, no ano de 1892, o farol tem como suas características a armação cônica em treliça metálica com coluna central e casa na base, com faixas horizontais encarnadas e brancas, altura de 34 metros e alcance luminoso de 21 milhas náuticas.

O Farol de Belmonte é um dos 94 auxílios à navegação sob responsabilidade do SSN-2, na área de jurisdição do Comando do 2º Distrito Naval, e se destaca como um ponto turístico da cidade de Belmonte.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui