Louisiana (EUA) – Na madrugada de 12 para 13 de agosto, a Companhia CORE realizou os preparativos para o assalto aeromóvel juntamente com militares norte-americanos do 2/506 Battalion.

Foram desencadeadas diversas atividades, como a preparação do material, divisão e embarque das tropas em levas nas aeronaves Chinook e Black Hawk.

Após receberem as bênçãos do capelão militar estadunidense, desejando a proteção necessária para o cumprimento da missão, militares de ambos os países embarcaram e prosseguiram no deslocamento aéreo para a área de objetivos. A união e coesão da tropa para cumprir a missão era evidente.

Após o Assalto Aeromóvel, a Companhia CORE prosseguiu na manutenção da cabeça de ponte aeromóvel, juntamente com as tropas da 101ª Airborne Division.

Esse exercício combinado de rotação demonstra, mais uma vez, a competência profissional e confiabilidade que as tropas brasileiras possuem em intercâmbios militares internacionais.

O Exercício CORE 22 segue em andamento em território estadunidense até o início de setembro.

Fonte: Companhia CORE

blank

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui