Entre os dias 11 e 21 de dezembro, o 3º Batalhão de Operações Ribeirinhas (3ºBtlOpRib) conduziu o Estágio de Ambientação no Pantanal 2023/II (EAPant 2023/II), um programa intensivo destinado a Aspirantes Fuzileiros Navais da Escola Naval. Realizado tanto nas dependências do batalhão quanto na Área de Adestramento do Rabicho (AAR), o estágio representa um passo crucial na formação técnico-profissional dos futuros oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais, imergindo-os no desafiador ambiente operacional do Pantanal.

Diversidade de Técnicas e Habilidades Desenvolvidas

O estágio abordou um espectro amplo de habilidades e técnicas, incluindo natação utilitária, sobrevivência, navegação terrestre e fluvial, além de operações ribeirinhas específicas para o Pantanal. Esta experiência prática proporcionou aos Aspirantes uma compreensão aprofundada das táticas e procedimentos utilizados pelos Operadores Ribeirinhos, preparando-os de forma eficaz para os desafios encontrados em ambientes aquáticos e pantanosos.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Inclusão e Superação de Barreiras

Marcando um momento histórico no estágio, a Aspirante (FN) Alícia, primeira mulher a participar e concluir o programa, destacou-se com sua presença. Sua determinação e capacidade de superar os desafios únicos do Pantanal são um testemunho da evolução e da inclusão dentro das Forças Armadas Brasileiras, abrindo caminho para uma maior participação feminina em todas as esferas militares.

Contribuição para o Aprimoramento Profissional

Este estágio não é apenas um treinamento rigoroso; é também uma plataforma para o aprimoramento profissional e pessoal dos Aspirantes. Ao enfrentarem e superarem as adversidades do Pantanal, os Aspirantes ganham não apenas conhecimento técnico, mas também desenvolvem resiliência, adaptabilidade e liderança – qualidades indispensáveis para futuros oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).