O Brasil é um país de dimensões continentais cujas águas são fontes de riquezas e por onde circulam 95% do comércio exterior nacional. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), países sem acesso ao mar representam apenas 1% das exportações globais. Atualmente, mais de 500 milhões de pessoas vivem nessas regiões.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Tendo o privilégio de possuir uma extensão marítima de valor incalculável, denominada de Amazônia Azul, o Brasil desenvolve diversos projetos para reforçar a mentalidade marítima da sociedade, que contribui para o conhecimento dos aspectos socioeconômicos e políticos do mar, tal como fomenta a Fundação de Estudos do Mar (FEMAR).

Sua missão é desenvolver, apoiar e prestar serviços especializados nas áreas de ensino, pesquisa, extensão e inovação tecnológica voltadas para a produção e difusão do conhecimento marítimo. A FEMAR “nasceu da ideia de reunir os homens que vivem do mar e os que vivem para o mar, para acordar o Brasil e incutir nas elites dirigentes e no seu povo, a convicção permanente e profunda de que o Brasil não é viável sem o seu mar”. Essa frase do ex-Presidente da FEMAR, Vice-Almirante Paulo de Castro Moreira da Silva, resume o propósito que deu origem a Instituição.

Desde sua criação, em 31 de maio de 1966, a Fundação vem trabalhando para ser referência em conhecimentos marítimos. Alinhado a sua missão, o atual Presidente da FEMAR, Almirante de Esquadra (Ref°) Airton Teixeira Pinho Filho, ressalta a contínua necessidade de, cada vez mais, dedicar todo empenho na busca de seu objetivo.

Acesse o site da FEMAR e conheça os projetos desenvolvidos por esta Instituição.

blank
Equipe de trabalho da Fundação – Imagem: FEMAR
Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).