blank

Para discutir a gestão de projetos de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) empregáveis pelas Forças Armadas, ocorre a 20ª Reunião de Projetos de Ciência, Tecnologia e Inovação de Interesse da Defesa (Repid). O evento realiza-se entre 11 e 13 de julho, no Centro Tecnológico do Exército (CTEx), no Rio de Janeiro. Ampliar as capacidades das Forças Armadas e fortalecer a Base Industrial de Defesa são a finalidade da 20ª Repid.

Na ocasião, debatem-se, especialmente, as ações da parceria entre o Ministério da Defesa (MD) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), que buscam soluções científico-tecnológicas e inovações relacionados à Defesa e ao desenvolvimento nacional. Além disso, autoridades da Defesa atualizam-se sobre a situação e a evolução de projetos em andamento. Eles também avaliam novos projetos e compartilham informações, experiências, lições aprendidas e conhecimento entre as diferentes instituições de CT&I militares.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Entre os projetos apresentados, destacam-se: o Criptoken, da Marinha, que permite a comunicação segura entre as organizações militares das forças singulares e em operações conjuntas; o Centro de Manufatura Aditiva, do Exército, que visa o desenvolvimento de insumos nacionais para manufatura aditiva e procedimento de configuração de equipamentos de manufatura aditiva. E, da Força Aérea, o Desenvolvimento de Ferramentas Avançadas de Apoio a Decisão em Tempo Real para Ensaios em Voo (FAEV).

O Secretário de Produtos de Defesa (SEPROD) e Presidente da Repid, Marcos Degaut, abriu a reunião. Em discurso, ele salientou que o Ministério da Defesa busca, continuamente, incrementar a autonomia, a inovação e a prontidão tecnológica das Forças Armadas. Além disso, ele afirmou que a Pasta almeja contribuir com o desenvolvimento científico-tecnológico nacional, com a geração de emprego e renda, com o desenvolvimento socioeconômico do País e com o incremento da projeção geopolítica do Brasil nos cenários regional e internacional.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, esteve na conferência. O General Guido Amin Naves, Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército, e anfitrião do evento, afirmou que “a autonomia e a prontidão tecnológica e estratégica são pilares sobre o quais repousam o desenvolvimento e a soberania de uma nação, sendo esta Repid uma oportunidade ímpar para se aprofundar na convergência, sinergia e efetividade dos projetos estratégicos de interesse do Estado e da sociedade brasileira e cuja implementação e busca por recursos ficam a cargo das Forças Armadas e do Ministério da Defesa”.

A Repid

A Repid ocorre anualmente, sob coordenação do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação (DECTI) da Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD) do Ministério da Defesa (MD). Conta com a participação de autoridades do MD, bem como das Forças Singulares e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

A organização da Repid é feita em rodízio pelas três Forças Singulares. Prevê-se que a próxima edição seja sediada pela Força Aérea Brasileira, em julho de 2023, no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, em São José dos Campos (SP).

Assessoria Especial de Comunicação Social do Ministério da Defesa