Aeronaves da Marinha, do Exército e da Força Aérea no convoo do NAM “Atlântico”

Helicópteros do Exército Brasileiro (EB) e da Força Aérea Brasileira (FAB) operam com o Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) “Atlântico”. A Operação “Urano/2021”, iniciada no dia 26 de março, promove a continuidade do Adestramento Conjunto de Emprego de aeronaves das três Forças Armadas a bordo de navios da Marinha do Brasil.

A atividade dá prosseguimento aos exercícios realizados em outubro de 2020, na Operação “Poseidon”, quando o capitânia da Esquadra, fundeado na Baía de Sepetiba, recebeu os primeiros pousos e decolagens de aeronaves do EB e da FAB.

blank
A Operação promove a continuidade do Adestramento Conjunto de Emprego
de aeronaves das Forças Armadas a bordo de navios da Marinha

Esta é uma importante conquista, que decorre de um planejamento criterioso e de diversas interações, cujos ganhos permitirão o incremento e a ampliação da interoperabilidade entre as três Forças.

A Operação conta com uma aeronave UH-12 (Águia), uma UH-15 (Pegasus), e uma SH-16 (Guerreiro) da Marinha; uma aeronave HM-4 (Jaguar), do EB; e uma aeronave HM-36 (Caracal), da FAB.

Fonte: Marinha do Brasil

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui