Desde o dia 17 de agosto, as águas da Bahia e de Sergipe têm sido palco de uma grande operação da Marinha do Brasil (MB): a “Choque de Ordem IV”. Esta ação, que se estende até o próximo domingo (27), tem como principal objetivo a fiscalização de embarcações que realizam o transporte de passageiros e atividades de esporte e recreio. Até o momento, já foram inspecionadas mil embarcações. Deste total, 62 receberam notificações, dez foram apreendidas, cinco investigações sobre acidentes e fatos da navegação foram iniciadas e 156 testes de alcoolemia foram realizados.

Combate a Delitos e Preservação da Vida

WhatsApp Image 2023 08 24 at 08.599.29

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A operação não se limita apenas à fiscalização. Ela busca garantir a segurança do tráfego aquaviário, proteger a vida humana e combater delitos transfronteiriços e ambientais. Coordenada pelo Comando do 2º Distrito Naval (Com2ºDN), a ação conta com a colaboração de diversas Organizações Militares da Marinha, incluindo a Capitania dos Portos da Bahia e de Sergipe, Grupamentos de Patrulha e Fuzileiros Navais, entre outros.

Resultados e Destaques da Operação

O Capitão dos Portos da Bahia, Capitão de Mar e Guerra Wellington Lemos Gagno, ressaltou a relevância da operação. Segundo ele, o foco está na segurança da navegação, na proteção da vida no mar e na prevenção da poluição hídrica causada por embarcações. Além disso, a operação também atua em cooperação com outros órgãos de segurança pública no combate a delitos ambientais. Durante a operação, 628 embarcações foram inspecionadas somente pela Capitania dos Portos da Bahia, resultando em 43 notificações, 10 apreensões e 74 testes de alcoolemia.

Reconhecimento e Histórico de Sucesso

WhatsApp Image 2023 08 24 at 08.59.29

A Capitania dos Portos da Bahia, que atualmente tem sob sua jurisdição 22.993 embarcações inscritas, será premiada este ano com o “Diretoria de Portos e Costas de Qualidade 2022/2023”, um reconhecimento pelo destaque na prestação de serviços ao cidadão e às comunidades náutica, aquaviária e portuária. Vale lembrar que a operação anterior, “Choque de Ordem III”, realizada no início deste ano, já havia apresentado resultados expressivos, com 952 embarcações inspecionadas e diversas ações de fiscalização bem-sucedidas.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).