blank

Google News

Terminou hoje o Adestramento de Operações Ribeirinhas (AdestOpRib) realizado pela Marinha do Brasil (MB), na região de Furnas, em Minas Gerais. Mais de 700 militares estiveram reunidos durante uma semana com o objetivo de manter a condição de pronto emprego e a capacidade expedicionária, além de reforçar a presença no estado.

Entre no canal do Defesa em Foco no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

A importância do exercício para Marinha e especialmente para a Força de Fuzileiros da Esquadra se dá pelo fato de ser uma área extensa com peculiaridades do ambiente ribeirinho, que proporciona à tropa um treinamento bastante específico, como afirmou o Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, durante coletiva de Imprensa realizada no local. “É uma tarefa que exercita o braço da Força de Fuzileiros da Esquadra em boa medida. Seja no transporte, abastecimento, serviço de saúde, de polícia, tudo isso de uma maneira integrada”, ressalta.

A presença da MB na região tem uma importância estratégica, de acordo com o Prefeito do município de Capitólio, Cristiano Geraldo da Silva. “Desde que a Marinha veio para a região do Lago de Furnas trouxe mais credibilidade e profissionalismo para o nosso principal setor, que é o turístico, e mais segurança aos turistas que vêm de todas as partes do País”.

No último dia 16 de maio, foi realizada uma Demonstração Operativa com apresentação de dois Carros Lagartas Anfíbio (CLAnf), dois caças AF-1, dois helicópteros UH-15 “Super Cougar”, embarcações de transporte de tropa e lanchas da Delegacia Fluvial de Furnas. O evento foi aberto à imprensa e ao público, e contou com as presenças dos prefeitos de São José da Barra, Passos e Guapé. Luís Henrique, empresário que foi até o local com sua família, afirmou que gostou da experiência de assistir a um exercício militar de tão perto. “Foi a primeira vez que vi uma apresentação como essa, me senti dentro da operação, foi incrível. Ainda mais porque trouxe meu filho, que ficou encantado e pôde ver um pouco sobre a capacidade da Marinha”.

Próximas operações
O Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Olsen, destacou que as próximas operações e exercícios previstos serão a Operação “Aderex”, Operação “Ágata Sul-Sudeste” e região norte, além da Operação “Unitas”. “No segundo semestre, temos diversas operações, sejam singulares – restritas à própria Marinha – ou operações conjuntas com o Exército Brasileiro e a Força Aérea, sempre buscando uma maior integração entre as Forças, ou seja, uma maior interoperabilidade”, destaca.