Operação Agulhas Negras

No período de 27 de novembro a 3 de dezembro, o 6º Batalhão de Infantaria Leve (6º BIL), Regimento Ipiranga, participou da Operação Agulhas Negras (OPAN), adestramento avançado da 2ª Divisão de Exército (2ª DE).

Objetivos da Operação Agulhas Negras

O objetivo do treinamento foi manter o estado de prontidão das tropas da 2ª DE em operações ofensivas e defensivas. A missão do Regimento Ipiranga consistiu em realizar um assalto aeromóvel, atrás das linhas inimigas,  para conquistar uma região vital para o êxito da manobra no escalão superior, interditando o acesso do inimigo a essa área.

O 6º BIL participou do exercício empregando mais de 200 militares integrantes da Força-Tarefa Ipiranga, Força de Prontidão (FORPRON) da Brigada Aeromóvel, que demonstraram a preparação individual e o profissionalismo do combatente aeromóvel no cumprimento de sua missão como Força de Emprego Estratégico do Exército Brasileiro.

Atividades

As principais atividades realizadas na semana foram a concentração estratégica, apronto operacional, combate a localidade, marcha para o combate, assalto aeromóvel e manutenção de cabeça de ponte aeromóvel.

Fotos

blank

Fonte: 6º BIL
Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui