blank

Google News

No dia 24 de março, a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro, a Polícia Federal e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), durante uma patrulha fluvial, realizaram um flagrante de degradação ambiental decorrente do garimpo ilegal.

Entre no canal do Defesa em Foco no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

No decorrer da Operação, ao longo do curso do Igarapé Arixana, os militares do 3º Batalhão de Infantaria de Selva (3º BIS) encontraram aproximadamente trinta pessoas em atividade de garimpo ilegal, com maquinários e equipamentos para extração de minério. A região está localizada a cerca de três horas de distância de Santa Isabel do Rio Negro (AM).

MATERIAL APREENDIDO

Após a abordagem, foram recolhidos os seguintes materiais: 14 (quatorze) bombas submersas – tipo sapo, (02) duas motosserras, 2 (duas) espingardas (36 e 16), 13 (treze) munições de Cal 16,5, 5 (cinco) metros de mangueira de grande calibre, ferramentas diversas de sapa (pá, picareta, enxada) e 10 (dez) quilos de VIVIANITA. A equipe do 3º BIS continua patrulhando o local em busca de mais material ilícito e de informações.

Na oportunidade, foi lavrado o termo de apreensão dos materiais pelos Agentes do IBAMA. A Polícia Federal realizou a instauração do Inquérito Policial, a fim de arrolar os envolvidos por crime ambiental. Não houve destruição de qualquer tipo de material, pois serão entregues pelo IBAMA à Polícia Federal.

A ação foi executada com base nas atribuições constitucionais e legais inerentes aos mencionados órgãos, para combater os ilícitos transfronteiriços e ambientais, com o objetivo de fortalecer a presença do Estado, principalmente em áreas mais remotas, assegurando a soberania do Nacional, a lei e a ordem.

blank

blank

blankblank