O WhatsApp quer que você aceite os novos termos ou desista

blank
Fonte: Pixabay

O WhatsApp do Facebook começou a notificar seus usuários sobre os termos atualizados e a política de privacidade. Embora as políticas de privacidade sejam geralmente muito longas e chatas de ler. Às vezes, é importante estar ciente de como um serviço específico usa e armazena seus dados, especialmente quando é um aplicativo de mensagens instantâneas como o WhatsApp.

Aqui está tudo que você precisa saber sobre as últimas atualizações da política de privacidade.

Última atualização de privacidade do WhatsApp

A empresa atualizou os termos sobre como lida com essas enormes reservas de dados, como se comunicará com as empresas a partir de agora e como compartilha dados com o Facebook. As atualizações entrarão em vigor a partir de 8 de fevereiro de 2021.

Aceitar ou Excluir – Sem Outra Saída

O WhatsApp menciona em sua seção ‘Informações que coletamos’ que, se um usuário optar por usar os “recursos opcionais”, o serviço coletará informações adicionais para fornecer esses recursos e notificará o usuário sobre isso.

Se o usuário não concordar em fornecer as informações adicionais, ele não poderá usar o recurso. Além disso, após as novas atualizações entrarem em vigor, aqueles que não pretendem concordar com seus novos termos e política de privacidade não poderão usar o aplicativo.

A notificação do WhatsApp para informar os usuários sobre as próximas atualizações também menciona que aqueles que desejam excluir sua conta em vez de concordar com os novos termos devem visitar a central de ajuda para obter mais orientações.

Quais são os novos termos de uso?

Em sua política atualizada, o WhatsApp expandiu a seção Informações que você fornece. A empresa especificou dados de transações e pagamentos de contas coletados ao fazer compras no aplicativo. A empresa substituiu a seção Empresas afiliadas por uma nova seção intitulada “Como trabalhamos com outras empresas do Facebook”.

Esta seção fornece detalhes sobre como a empresa usa / compartilha as informações coletadas do WhatsApp com terceiros ou outros produtos do Facebook. Isso inclui a promoção de proteção, segurança e integridade, oferecendo integrações com o Portal e o Facebook Pay e fazendo sugestões para os usuários melhorarem sua experiência.

Por exemplo, otimizando seus serviços e “fazendo sugestões para você (por exemplo, de amigos ou conexões de grupo, ou de conteúdo interessante), personalizando recursos e conteúdo, ajudando você a concluir compras e transações e mostrando ofertas e anúncios relevantes em toda a empresa do Facebook Produtos.”

WhatsApp para armazenar mídia encaminhada

A atualização também inclui novos termos sobre o tratamento de dados encaminhados. De acordo com os novos termos da política do WhatsApp, a empresa armazenará temporariamente os dados encaminhados em seus servidores. Portanto, quando alguém encaminha a mídia em uma mensagem, a empresa a mantém temporariamente em formato criptografado em seus servidores para garantir a “entrega eficiente de encaminhamentos adicionais”.

Além disso, o WhatsApp irá armazenar mensagens não entregues por no máximo 30 dias. Se a mensagem não for entregue, a empresa irá excluí-la de seus servidores.

 “Se uma mensagem não pode ser entregue imediatamente, nós a mantemos em formato criptografado em nossos servidores por até 30 dias enquanto tentamos entregá-la. Se uma mensagem ainda não foi entregue após 30 dias, nós a excluímos. ”

E os dados de dispositivo e conexão?

O WhatsApp explicou o dispositivo e os dados de conexão que coleta. Os dados incluem:

  • Modelo de hardware
  • Nível de bateria
  • Informação do sistema operacional
  • Informações de operações do dispositivo
  • Sinal de força
  • endereço de IP
  • Informação do navegador
  • Versão do aplicativo
  • Rede móvel
  • Língua
  • Fuso horário
  • Co informações nnection como número de telefone, ISP ou operadora de telefonia móvel, e identificadores, incluindo aquelas exclusivo para Facebook produtos associados à mesma conta ou dispositivo.

“Mesmo se você não usar nossos recursos relacionados à localização, usamos endereços IP e outras informações como códigos de área de números de telefone para estimar sua localização geral (por exemplo, cidade e país)”, diz a política do WhatsApp.

Como o WhatsApp funciona com empresas do Facebook

O WhatsApp também incluiu uma seção para mencionar como ele colabora com as empresas do Facebook (ou seja, outras empresas de propriedade do Facebook, como Instagram, Oculus VR, Onavo e Beluga), o que nunca foi discutido nas versões anteriores da política.

A empresa explicou que compartilha dados com eles para ajudar a “operar, fornecer, melhorar, compreender, personalizar, oferecer suporte e comercializar nossos Serviços e suas ofertas”. Ele compartilha informações de registro de contas de usuários, dados de transações, dados de dispositivos móveis e como os usuários interagem com outras pessoas e seus endereços IP com empresas do Facebook.

O WhatsApp não identifica os contatos que não usam o aplicativo

Em sua nova atualização de política, a empresa afirmou que o aplicativo não identifica contatos que não estão usando o WhatsApp.

“Se algum de seus contatos ainda não estiver usando nossos Serviços, gerenciaremos essas informações para você de forma a garantir que esses contatos não possam ser identificados por nós.”

Os usuários que não concordarem com a nova política e termos não poderão usar o WhatsApp a partir de 8 de fevereiro de 2021.

Fonte: HackRead

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do Defesa em Foco em seu e-mail, é de graça!

Receba nossas notícias em tempo real através dos aplicativos de mensagem abaixo:

blank
WHATSAPP: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui