blank
Militares do NOc “Antares” durante o lançamento da boia número 08

Desde o dia 16 de maio, o Navio Oceanográfico (NOc) “Antares” encontra-se percorrendo a Amazônia Azul, com a Comissão “PIRATA BR XXII”, em apoio ao Projeto Prediction and Research Moored Array in the Tropical Atlantic (PIRATA), iniciativa de instituições científicas do Brasil, Estados Unidos e França, com a finalidade de estudar as interações entre o oceano e a atmosfera no Atlântico Tropical.

A comissão tem como objetivo a manutenção das oito boias sob responsabilidade do Brasil, destinadas à coleta de dados meteoceanográficos, e conta com a participação de pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ao realizar a transmissão de dados em tempo real, consolida-se como uma importante rede de observação in situ, composta por boias planejadas para monitorar uma série de variáveis dos processos de interação oceano-atmosfera no Atlântico.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Em mais de 20 anos de observação contínua, os dados coletados por esse sistema de boias geraram cerca de 270 artigos científicos, constituindo-se em referência para a compreensão de como o Atlântico Tropical responde às mudanças do clima e como ele afeta a vida no planeta, em especial no Brasil, permitindo maior previsibilidade, principalmente para o setor agrícola, contribuindo com o desenvolvimento econômico e social do País.