Lançamento da Boia meteoceanográfica BMO-BR

O Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul” realizou, entre os dias 5 e 17 de fevereiro, as Comissões “Expedição IV”, “C-SUB XI” e “Apoio ao INPE”, na região do litoral do Rio de Janeiro.

Durante a “Expedição IV”, o navio efetuou o lançamento da Boia Meteoceanográfica Brasileira (BMO-BR) na região da Bacia de Campos, em apoio ao Programa Nacional de Boias (PNBOIA) e ao Projeto REMO Observacional (REMObs). A boia, proveniente de uma iniciativa nacional desenvolvida por meio da pareceria entre a Petrobras, a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a MessenOcean LTDA e pequenas empresas brasileiras da base tecnológica, apresentou-se como uma opção nacional para medições meteorológicas e oceanográficas em tempo real, adaptável a qualquer bacia oceânica da Zona Econômica Exclusiva.

Já a Comissão “C-SUB XI”, ocorreu nas proximidades de Arraial do Cabo (RJ), em colaboração com o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM). O Navio “Cruzeiro do Sul” inspecionou duas raias acústicas com a finalidade de testar os sistemas de transmissão e recepção do Projeto de Comunicações Submarinas em locais onde há atuação do fenômeno da ressurgência, por meio do lançamento de um protótipo de modem acústico submarino, desenvolvido pelo IEAPM.

blank
Boia do Projeto “Pirata” localizada e recolhida

Por fim, no decorrer da Comissão “Apoio ao INPE”, o navio localizou e recolheu uma boia meteoceanográfica do Projeto “Pirata” (Prediction and Research Moored Array in the Tropical Atlantic), que se encontrava à deriva, a cerca de 300 milhas náuticas (555,6 km) da costa do estado do Rio de Janeiro. A operação teve objetivo de atender uma demanda da National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA).

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui