blank
Navio da Marinha leva cilindro 'gigante' de oxigênio para ajudar vítimas da Covid-19 em Manaus — Foto: Divulgação

Google News

A Marinha do Brasil fará o transporte de um cilindro de oxigênio vazio, com capacidade para 90 mil m³ de oxigênio, para ajudar Manaus (AM). Segundo apurado pelo G1, o equipamento sairá do Porto de Santos, no litoral de São Paulo, ainda na tarde desta terça-feira (19), com destino ao Porto de Belém do Pará, onde será carregado e seguirá para a cidade do Amazonas.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

O transporte do cilindro vazio começou noite de segunda-feira (18). Ele saiu da sede da empresa White Martins, localizada em Santo André (SP), e seguiu para a cidade de Santos, no litoral paulista. A escolta foi realizada pelo Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) da Polícia Militar Rodoviária. Ele foi descarregado no cais da Marinha.

O equipamento foi colocado dentro do navio de patrulha oceânico APA (P121) da Marinha nesta terça-feira. A embarcação possui 90,5 metros de comprimento, chega a velocidade de 25 nós e tem autonomia de até 35 dias.

De acordo com a Santos Port Authority (SPA), autoridade portuária de Santos, o cilindro foi embarcado por volta das 15h, após a liberação do certificado do guindaste, que atestou que o equipamento suportaria o carregamento de 54 toneladas, o peso do cilindro. Após a aprovação, o tanque para o oxigênio foi colocado em uma área utilizada para pousar aeronaves e contêineres dentro do navio de patrulha.

O navio deverá sair de Santos, por volta das 16h, e seguirá para o Porto de Belém, onde deve chegar no dia 28 de janeiro, conforme previsão da Marinha. No local, ele será carregado com 90 mil m³ de oxigênio líquido, que correspondem a 9 mil cilindros de oxigênio comuns, utilizados nos hospitais.

Os equipamento será colocado em uma balsa, que fará o transporte até Manaus. A previsão é que a viagem dure sete dias.

Fonte: G1