A Marinha do Brasil, através da Capitania Fluvial do Tietê-Paraná (CFTP), embarcou em uma jornada sem precedentes: uma navegação de 1.400 km pelo interior de São Paulo. A bordo da Agência Escola Flutuante (AgEFlut) “Anhanguera”, 20 militares dedicarão 25 dias para realizar inspeções navais e fornecer serviços essenciais à comunidade náutica ao longo da Hidrovia Tietê-Paraná.

Educação e Segurança Náutica como Foco

YouTube video

A tripulação estará presente em escolas, colônias de pescadores e marinas, oferecendo palestras sobre o aplicativo NAVSEG da Diretoria de Portos e Costas (DPC) e a importância do uso do colete salva-vidas. Estas ações visam aumentar a conscientização sobre a Segurança da Navegação e divulgar as oportunidades de ingresso na Marinha.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Verificação de Sinalização Náutica e Apoio ao Navegador

Além das atividades educacionais, a missão incluirá a verificação da sinalização náutica nos rios Tietê e Paraná, bem como assistência aos navegadores, especialmente aqueles que precisam renovar a Carteira de Habilitação de Arrais Amador, oferecendo informações e registro fotográfico.

A Importância da Capitania Itinerante

O Capitão dos Portos do Tietê-Paraná, Capitão de Fragata Luiz Carlos Calvo Dos Santos Junior, enfatizou a relevância desta Capitania Itinerante. Com a mobilidade e permanência características do Poder Naval, a missão facilita o alcance de áreas distantes da CFTP, algo que seria menos efetivo se realizado por via terrestre.

Revivendo a História e Potencializando o Turismo

imagem1 escola

A viagem também incluirá uma parada no histórico Estabelecimento Naval de Itapura, conhecido como Palácio do Imperador, uma construção militar de 1858 e um marco histórico da Marinha do Brasil. Esta visita não só celebra a herança histórica, mas também realça o potencial turístico e náutico da região.

Impacto da Primeira Comissão Caminho dos Bandeirantes

A Comissão “Caminho dos Bandeirantes I”, realizada anteriormente, demonstrou o impacto positivo de tais expedições, com a AgEFlut “Anhanguera” navegando 500 km e realizando inspeções navais, além de prestar serviços à comunidade de pesca local.

A Capitania e Seu Alcance

A CFTP, sediada em Barra Bonita, atende a 369 municípios, abrangendo cerca de 56% da população do Estado de São Paulo. Como parte do Sistema de Segurança do Tráfego Aquaviário, a Capitania desempenha um papel crucial na manutenção da segurança náutica, salvaguarda da vida humana e prevenção da poluição hídrica.

Uma Missão de Extrema Relevância

galeria4 4

Esta viagem da Capitania do Tietê-Paraná simboliza um esforço notável da Marinha do Brasil em promover a segurança, educação e consciência ambiental, demonstrando o compromisso contínuo com as comunidades ribeirinhas e a preservação da rica história náutica do país.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).