blank

Google News

No dia 8 de abril, após 8 semanas de treinamento no Centre D’entrainement En Foret Equatoriale (CEFE) dois oficiais do Exército Brasileiro e mais 19 estagiários de dez países diferentes concluíram o Curso Internacional Jaguar, recebendo a insígnia “Chef de section combat forêt” (Chefe da Seção de Combate Florestal), na Guiana Francesa.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Os alunos desenvolveram conhecimentos no combate em selva, por meio de instruções de tiro e de emprego de materiais militares franceses, de combate em ambiente equatorial na Guiana Francesa, de combate em ambiente tropical na Martinica, dentre outras, finalizando com um exercício de síntese dos conhecimentos adquiridos.

Na cerimônia militar de conclusão do curso, realizada no 3e Régiment Étranger d’Infanterie, com a presença do Comandante da Legião Estrangeira, General de Brigada Alain Lardet, o Primeiro-Tenente Bruno de Alcantara Barbosa da Silva, do 1º Batalhão de Infantaria de Selva, e o Primeiro-Tenente Marcos Pinheiro Esteves, do 52º Batalhão de Infantaria de Selva, receberam o brevê de “Jaguar”, símbolo da capacitação como líder de pelotão em combate na floresta equatorial.

O Curso Jaguar contou, ainda, com a presença do Primeiro-Sargento Alexsander Fredo Rodrigues, do Centro de Instrução de Guerra na Selva, que atuou como monitor, ministrando diversas disciplinas de técnicas, táticas e procedimentos específicos de operações na selva.

O centro de treinamento francês destacou o desempenho dos militares brasileiros, tanto na função de instrutor, como na função de estagiário.

Fonte: Aditância Militar na Guiana Francesa