A água é um elemento poderoso, capaz de trazer tanto alegria quanto desafios. Nas praias, rios e mares da Paraíba, a beleza natural encanta, mas também impõe uma missão de proteção. E foi com o propósito de se preparar melhor para essa missão que 18 militares, entre praças e oficiais, participaram do Curso de Salvamento com Moto Aquática – CSM 2023. Realizado entre os dias 15 e 19 de maio, o curso foi ministrado pelo Corpo de Bombeiros Militares da Paraíba (CBMPB), com a participação especial de dois militares da Capitania dos Portos da Paraíba (CPPB).

Desvendando a Moto Aquática e seus Desafios

blank

A semana foi intensa e recheada de aprendizado. A moto aquática, muitas vezes vista como um veículo de lazer, mostrou seu outro lado, como um recurso valioso para salvar vidas. Nas aulas teóricas, os militares mergulharam no conhecimento técnico do veículo, aprendendo sobre rotina de pré e pós operação. Na prática, enfrentaram desafios de salvamento em diferentes ambientes: na área fluvial, no mar e em ambiente de praia. O objetivo era claro: capacitar os militares para realizarem salvamento com o uso da Moto Aquática com segurança e eficiência em qualquer meio aquático e em qualquer circunstância.

Efeitos Transformadores do Curso

A instrução foi de extrema importância para aumentar o nível de presteza, agilidade e prontidão dos nossos militares na missão de salvamento. A dedicação e empenho dos participantes foram recompensados com um excelente aproveitamento. O 1°SG DANTAS, um dos militares da Capitania dos Portos da Paraíba, se destacou e recebeu distinção no curso, obtendo a primeira posição.

Um Fruto Precioso da Parceria

O resultado desse intenso treinamento é o fortalecimento da parceria entre a Capitania dos Portos da Paraíba e o Corpo de Bombeiros Militares da Paraíba. Juntas, essas instituições formam uma força de resgate preparada para enfrentar as adversidades aquáticas do nosso estado, garantindo a segurança de moradores e turistas. Como resultado, temos militares capacitados e prontos para salvar vidas, levando para o povo do estado da Paraíba um serviço essencial de segurança e proteção.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).