A história militar brasileira é adornada por heróis cujas vidas se entrelaçam com os capítulos mais significativos de nosso passado. Alberto Nepomuceno Agra, natural de Santana do Ipanema, Alagoas, é um desses nomes, cuja memória, uma década após seu falecimento, ainda ressoa entre nós com reverência e admiração. Sua jornada, marcada pela bravura e pelo compromisso com a nação, é um legado que transcende o tempo.

Trajetória Militar

blank

Alberto Agra começou sua carreira militar no 14° Regimento de Infantaria, atual 14º Batalhão de Infantaria Motorizado, em Jaboatão dos Guararapes. Com a convocação para a Força Expedicionária Brasileira (FEB), integrou o 1º Regimento de Infantaria (Regimento Sampaio) e embarcou rumo ao Teatro de Operações na Itália, onde enfrentou os desafios e horrores da Segunda Guerra Mundial. Sua participação na campanha italiana é um testemunho do espírito destemido dos combatentes brasileiros em terras estrangeiras.

Legado e Memória

Dez anos após sua partida, a figura do Veterano Alberto Agra permanece viva nas lembranças e nos corações dos que o conheceram e daqueles que reconhecem o valor de seu serviço. Sua última aparição pública, saudando a população no desfile de 7 de setembro de 2012, é uma imagem gravada na memória coletiva, simbolizando a força e a resiliência dos veteranos da FEB.

Com info da AVFEB/PE

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).