Navio Doca Multipropósito “Bahia" desatracando da Base Naval do Rio de Janeiro

O Grupo-Tarefa, constituído por navios da Esquadra e meios dos Comandos do 1° e 2º Distritos Navais, suspendeu hoje (20), em direção a área marítima localizada entre os estados de São Paulo e Espírito Santo, onde serão realizados os adestramentos programados para a “ADEREX- Anfíbia/Superfície”. Subordinados ao Comandante da 1ª Divisão da Esquadra (ComDiv-1), Contra-Almirante Marcio Tadeu Francisco das Neves, os meios participantes realizarão exercícios, de caráter estritamente militar-naval, com o propósito de elevar o aprestamento dos meios navais, aeronavais e de unidades da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE).

Mais de 2 mil militares, distribuídos entre os meios da Esquadra, participarão da comissão. Além da tripulação dos navios e de um destacamento do Grupamento de Mergulhadores de Combate, tropas de Fuzileiros Navais, incluindo elementos de Operações Especiais (Comandos Anfíbios), embarcaram no Navio-Aeródromo Multipropósito “Atlântico” e no Navio Doca Multipropósito “Bahia”, de onde realizarão o desembarque anfíbio. Esse período a bordo contribuirá para a familiarização dos Fuzileiros Navais com a rotina dos navios, exercitando sua capacidade expedicionária.

blank
Capitânia da Esquadra recebe Fuzileiros Navais

Dentre as viaturas que embarcaram no Navio Doca Multipropósito “Bahia”, destacam-se 10 Carros Lagarta Anfíbios, 2 veículos leves, 2 veículos pesados (UNIMOG) e 2 obuseiros 105mm auto-rebocados, oriundos de diversas unidades da Força de Fuzileiros da Esquadra. As viaturas serão empregadas no apoio aos adestramentos das tropas que simularão um desembarque em litoral hostil, proporcionando o aperfeiçoamento das técnicas de abicagem, movimento navio para terra e ações de esclarecimento, entre outras.

Viatura 5 TON 4X4 UNIMOG embarcando no
Navio Doca Multipropósito “Bahia”

Todos os protocolos sanitários para enfrentamento da pandemia de Covid-19 foram cumpridos antes do embarque e serão observados até o final da Operação.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui