Muito mais do que acarajé, Pelourinho e praias, Salvador é sinônimo de carnaval. Após dois anos sem a festa, por conta da pandemia da covid-19, o evento este ano começa nesta quinta (16) e vai até o dia 21 de fevereiro.

De acordo com o Governo da Bahia, a festa vai contar com mais de 160 atrações e grandes nomes da música nacional. A projeção, feita pela prefeitura de Salvador, é de que a cidade receba quase 1 milhão de turistas durante os seis dias de festa. Na última edição realizada em 2020, a festa teve público recorde com 16,5 milhões de pessoas desde o pré-Carnaval, incluindo palcos temáticos e bairros, de acordo com dados da Secretaria de Turismo da prefeitura.

Em paralelo às comemorações em terra, os foliões também participam da festa a bordo de lanchas e embarcações. A demanda de navegação na Baía de Todos-os-Santos (BTS), por exemplo, aumenta expressivamente durante esse período. Assim, a fim de garantir a segurança do tráfego aquaviário, a salvaguarda da vida humana no mar e a prevenção da poluição hídrica, as organizações militares responsáveis pelo serviço de segurança de tráfego aquaviário (SSTA) intensificarão a fiscalização no mar e águas interiores.

Para além das atrações musicais
Em continuidade às atividades previstas na Operação Verão 2022/2023, que se encerram no dia 28 de fevereiro, a Marinha do Brasil mobilizará equipes de inspeção naval da Capitania dos Portos da Bahia (CPBA), da Capitania dos Portos de Sergipe (CPSE), e das delegacias e agências da área de jurisdição do Comando do 2° Distrito Naval, que abrange os estados da Bahia e Sergipe.

blank
CPSE empregará embarcações e militares para fiscalizarem as vias navegáveis e litorâneas de Sergipe – Foto: CPSE

Durante o período, os militares realizarão ações de presença e intensificarão a fiscalização em áreas de grande fluxo de embarcações, de transporte de passageiros e de prática de atividades náuticas. Além disso, serão verificados itens de salvatagem e comunicação, a documentação de tripulantes e embarcações, além de conscientizá-los quanto a importância do cumprimento das regras de segurança da navegação para a redução dos acidentes.

Militares da CPBA intensificarão as inspeções navais na maior baía do País e a segunda maior do mundo – Foto: CPBA

Em Salvador, serão empregados 300 militares da Marinha, 36 embarcações – dentre elas lanchas e motos aquáticas e 25 viaturas utilizadas na fiscalização de aproximadamente 1.100km de extensão da costa litorânea do estado. Nos terminais de transporte de passageiros da BTS, equipes farão a fiscalização das embarcações. No estado de Sergipe, serão empregados 70 militares, nove embarcações e quatro viaturas, a fim de fiscalizarem as vias navegáveis da costa litorânea.

De acordo com o Capitão dos Portos da Bahia, Capitão de Mar e Guerra Wellington Lemos Gagno, “a colaboração dos passageiros é fundamental para a segurança da navegação. É necessário que eles estejam atentos ao material de salvatagem existentes nas embarcações e à lotação da mesma, ou seja, a capacidade de tripulantes. Assim, todos participam desse processo: a Marinha, a comunidade náutica e os passageiros”.

A fim de coibir o uso de bebida alcoólica a bordo, outro problema comum nesta época de festas e de férias, os militares utilizarão etilômetros, tendo em vista que é proibido o consumo de bebidas alcoólicas pelos condutores. “Quem observar irregularidades pode denunciar à Capitania dos Portos. Emergências marítimas são atendidas pelo telefone 185 e pelo próprio número fixo da Capitania”, ressaltou o Capitão dos Portos de Sergipe, Capitão de Fragata Luciano Maciel Rodrigues.

Delegacia de Ilhéus empregará motos aquáticas em Barra Grande, na cidade de Camamu – Foto: DelIlheus

Centro Integrado de Comando e Controle 
O Governo estadual informou que garantirá uma série de serviços, principalmente na área de segurança pública. A festa vai contar com um efetivo total de cerca de 30 mil profissionais da Polícia Militar; Polícia Civil; Departamento de Polícia Técnica; do Corpo de Bombeiros, além de outros servidores do quadro direto da secretaria.

Durante os dias de folia, também será ativado o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Segurança Pública, para monitoramento das atividades dos órgãos envolvidos no carnaval e contará com representantes da Marinha, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Guarda Municipal, Defesa Civil, entre outras instituições. “Nós vamos disponibilizar militares da área de jurisdição do Comando do 2º Distrito Naval, que atuarão de forma integrada, em situações de emergência, otimizando recursos e ações, para colaborar com esse esforço conjunto”, afirma o Chefe de Operações, Capitão de Fragata Dhartha Dantas.

Veja os contatos para o caso de qualquer irregularidade no mar 

Capitania dos Portos da Bahia: 
Telefone fixo: (71) 3507-3777 Celular: (71) 99968-7934

Capitania dos Portos de Sergipe: 
Telefone fixo: (79) 3711-1646 Celular: (79) 99927-4930

Delegacia de Ilheus: 
Telefone fixo: (73) 3222-5100 Celular: (73) 98819-2568

Delegacia de Porto Seguro: 
Telefone fixo: (73) 3288-3923 Celular: (73) 98892-6045

Capitania Fluvial de Juazeiro: 
Telefone fixo: (74) 3211-8800 Celular: (74)  9976-5063

Salvamar Leste: 185

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).