A Capitania Fluvial do Rio Paraná (CFRP) recebeu, em 2 de agosto, 79 conscritos para compor a turma II/2022 de Marinheiros-Recrutas do Serviço Militar Obrigatório (SMO), em Foz do Iguaçu (PR).

Durante o curso de formação, ministrado pelo Órgão de Formação de Reservas da Marinha (OFRM) da Capitania, os marinheiros-recrutas, oriundos de diversas regiões da área de jurisdição do Comando do 8º Distrito Naval, aprenderão sobre os preceitos militares, como hierarquia e disciplina, civismo e as tradições navais, que contribuirão para o seu crescimento pessoal e profissional.

O Serviço Militar, previsto no Art. 143 da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, consiste no exercício de atividades específicas desempenhadas pelas Forças Armadas e sua duração normal é de 12 meses, sendo obrigatório para todos os brasileiros, do sexo masculino.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui