blank
Agência Escola Flutuante “Ajuri” aborda embarcações durante ação no Rio Amazonas

Google News

A Capitania dos Portos do Amapá, a Agência da Capitania dos Portos do Amapá no Oiapoque, o Navio-Patrulha “Guanabara” e uma aeronave P-95 Bandeirante Patrulha da Força Aérea Brasileira (FAB) participaram, no período de 18 a 28 de fevereiro, da Operação “Ágata”, no estado do Amapá, reforçando as ações de fiscalização do tráfego aquaviário por meio de Inspeções Navais. Durante a Operação, foram realizadas 46 apreensões, 108 notificações e 527 abordagens a embarcações.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

As ações tiveram como objetivo a prevenção e a repressão de atividades criminosas, combatendo ilícitos e crimes ambientais nos municípios de Macapá, Santana, Mazagão e Oiapoque (AP).

De forma educativa, militares repassaram orientações aos Comandantes, tripulantes e passageiros sobre aspectos relacionados à salvaguarda da vida humana, à prevenção da poluição e à segurança da navegação, reforçando a importância de não trafegarem com embarcações irregulares, que colocam em risco a segurança dos passageiros. Além disso, foram distribuídos folders com informações sobre cuidados para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

blank
Militares da Marinha em ação de repressão
a crimes ambientais na Amazônia

As ações foram realizadas em conjunto com agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado do Amapá, Agência Brasileira de Inteligência e Polícia Militar do Amapá, reforçando, mais uma vez, a eficácia das operações interagências.

Fonte: Marinha do Brasil