Entrega de coletes salva-vidas para a comunidade ribeirinha
A Capitania Fluvial de Santarém (CFS) apoiou, entre os dias 3 e 7 de agosto, a realização do Círio Fluvial de Santo Antônio, padroeiro de Oriximiná (PA), e realizou atividades de inspeção naval, para garantir a segurança do evento.
Na ocasião, a CFS também doou 44 coletes salva-vidas para os ribeirinhos da região, fez a entrega 26 carteiras de inscrição e registro para alunos concluintes do curso de Formação de Aquaviários – Marinheiro Fluvial de Máquinas e de Convés, e participou de uma campanha de instalação de proteção de eixos nas embarcações regionais, para prevenir o escalpelamento.
blank
Militar da Capitania cobre eixo de motor em embarcação
A atividade da Capitania Fluvial de Santarém contribui para a criação de uma mentalidade voltada para a garantia da segurança da navegação, de responsabilidade pessoal e coletiva, sustentabilidade e  preservação da vida humana.
Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui