CPRJ, NEPOM-PF e INEA realizam Operação “Ágata” nas proximidades da Ilha do Boqueirão

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro (CPRJ) participou, em 21 de setembro, da Segunda Operação “Ágata 3° Trimestre/2022”, com o Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPOM – Polícia Federal) e o Instituto Estadual do Ambiente (INEA), nas proximidades da Ilha do Boqueirão, interior da Baía de Guanabara. Durante a ação conjunta, foram conduzidas atividades de inspeção naval, fiscalização e patrulha naval, nas quais se utilizaram duas embarcações blindadas da Marinha e duas embarcações da Polícia Federal.

blank
Integrantes da Marinha do Brasil, NEPOM-PF e INEA se preparam para Operação “Ágata”, na Capitania dos Portos do Rio de Janeiro

A operação contou com a participação de militares da CPRJ, do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste, do Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Janeiro e do Centro de Munição da Marinha, além de fiscais do INEA e agentes da Polícia Federal, envidando esforços para o combate às ações do crime organizado e práticas ilícitas e fiscalização das atividades de pesca irregular na região.

Durante a operação, duas embarcações foram abordadas, sendo notificadas por infrações relacionadas à Lei nº 9.537 (Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário – LESTA) e tendo sua singradura interrompida. As embarcações tiveram os condutores autuados, pelo INEA, a fim de regularizarem a documentação de pesca dos tripulantes.

Criada em 2011, a Operação “Ágata” visa aumentar a interoperabilidade e a integração entre os diversos órgãos governamentais, intensificando a presença do Estado na área marítima de Jurisdição da CPRJ, com a finalidade de promover a cooperação técnica, de inteligência e de logística, bem como coibir a ocorrência de crimes transfronteiriços e ambientais, garantir a segurança da navegação e salvaguardar a vida humana no mar.

 

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui